Tratamento

        Os principais objetivos do tratamento da endometriose são: o alívio da dor, a obtenção de gravidez naquelas que a desejam e a prevenção do retorno da doença. A modalidade terapêutica pode incluir o uso de medicamentos, a realização de cirurgias ou a combinação de ambos.

         O tratamento medicamentoso baseia-se na redução ou bloqueio da  menstruação. Quando realizado tratamento medicamentoso, várias drogas são opções possíveis, dentre elas: anticoncepcionais orais combinados com baixa dosagem de estrogênios, anticoncepcionais progestínicos orais ou injetáveis, análogos de GnRH, Danazol e Mirena® (DIU-medicado). Os sintomas da endometriose costumam retornar após a suspensão dos medicamentos. Exclusivamente para alívio da dor pode-se também lançar mão dos anti-inflamatórios não esteroidais (AINES).

        Em alguns casos, por sua vez, o tratamento cirúrgico é indicado, especialmente quando se visa à manutenção da fertilidade. Podem então ser usados: exérese, drenagem com ablação, ressecção da parede do cisto e a própria laparoscopia diagnóstica. Tais procedimentos, entretanto, nem sempre são necessários, podendo-se também lançar mão das técnicas de reprodução assistida, da inseminação intrauterina ou da fertilização in vitro.

        Sugere-se ainda a realização de atividades físicas diárias, o uso de compressas mornas, técnicas de relaxamento e a conversa com outras mulheres que sofrem do mesmo problema para dividir experiências. Todas essas alternativas podem melhorar os sintomas e diminuir a angústia associada à doença fazendo parte do tratamento da endometriose.

 

Contato

Endometriose e Dor Pélvica Crônica Instituto Jenny de Andrade Faria - Alameda Álvaro Celso, número 117, Bairro Santa Efigênia – Belo Horizonte/MG (31) 3409-9546 endometrioseufmg@gmail.com